Blush+Mix+and+Match+Bridesmaids+Dresses+from+BHLDN+-+Blush+and+Navy+Wedding+with+Fuchsia,+French+Blue+and+Gold+Accents+-+Simply+Jessica+Marie's+Southern+Wedding+at+Gettysvue+Golf+Course+and+Country+Club+in+Knoxville+Tenn

image-3(pp_w665_h498)

Os buquês desestruturados, menos certinhos, já chegaram aos casamentos brasileiros faz tempo, agora uma coisa que tenho visto por sites estrangeiros, mas ainda não vi por aqui, são as fitas compridas e leves na amarração deles. Acho o efeito bem interessante. Quem sabe caia no gosto das Curitibanas…

Essas fitas das fotos abaixo são da marca inglesa Frofrou Chic. Elas são de seda, tingidas artesanalmente e apenas rasgadas.

bouquet 01

Michelle+Allen-0063

Para conseguir um caimento semelhante é essencial que o tecido seja bem molinho. Um tecido de fibras naturais, por exemplo, dá para tingir com chá, para ter uma cor suave.

Deixo aqui uma receitinha de tingimento natural caseira que garante um leve tom esverdeado, extraída do livro “Como Ninguém Pensou Nisso Antes ?”, da jornalista Chris Campos.

(A receita do livro ensina a tingir uma cortina, por isso a quantidade de material é relativamente grande. Para fazer fitas, você pode testar diminuir).

Receita:

*Separe um tecido de cambraia de algodão.

*Deixe um quilo de erva-mate + 1 colher de sopa de amoníaco de molho em 7 litros de água por doze horas. Depois desse período, ferva a mistura por meia hora.

*Coe o “chá” com um pano de prato de trama fina (e que você não se importe em manchar).

*Umedeça o tecido em água e coloque-o na tinta verde resultante da fervura de erva-mate com amoníaco. Deixe de molho por seis horas.

*Coloque o tecido para secar no varal, lave de novo e estenda-o novamente no varal.